sexta-feira, 14 de maio de 2010

INSÔNIA

No dia 06 de abril voltando para o Rio, meu avião foi impedido de pousar pelas enchentes catastróficas que ocorrerem então. Acabei retornando à Porto Alegre. Nesta escala forçada, ganhei uma tarde que passei nos museus, primeiro numa exposição na Usina, o Salão que estava participando, fui à Casa de Cultura Mário Quintana, ao Museu do trabalho, mas, o que mais impressionou foi Cidades Imaginárias, de Paulo Chimendes, uma perfeita simetria surrealista, entre a figura e a abstração, tudo em grafite. Então, na saída, ainda nas escadarias do Paço Municipal, fiz este rápido desenho, que registra a agitação do entardecer e os lapsos da minha mente insone 24h.

5 comentários:

  1. Genial! Sempre genial! Que saudades de ver teus desenhos! Maravilha!!!!!!! LAW

    ResponderExcluir
  2. Oi guri! fico feliz de saber que continuas produzindo e na luta! Não preciso dizer já dizendo que adoro teu trabalho, tens muito a mostrar por aí, grande abraço! até

    ResponderExcluir